6.7.10

2010 -06/07 - Eleicoes 2010

Definidas as candidaturas, entre acordos tácitos e compromissos pré estabelecidos, faixas, palavras de ordem, alianças o brasileiro se embaralhou na jogada política e caiu feliz no campo verde vendo a bola correr de pé a pé jogando sua esperança de sorrir, gritar num som gutural saído da alma auriverde o Golllllllllllllllll que nos levaria ao hexa. Ficamos nas 4tas de finais, menos mal , pior teria sido no último dia ter que deixar a mágica África cabisbaixo numa vitória historicamente planejada para ficar na Europa.
A realidade agora é outra. Forte, de responsabilidade não menos emocionante, cheia de dúvidas, de batidas fortes nestes corações sempre dispostos a ir a luta. Ficamos entre um Sergio e dois Fernandos - um Gabeira e outro Peregrino - o Rio saiu ganhando.
Avaliar , escolher entre 3 candidatos é mais fácil do que decidir entre dois. Os candidatos dos pequenos partidos participam da disputa eleitoral com a finalidade de criar condições futuras de crescimento político no cenário nacional, mas vale a pena conferir.
Hoje, começa a campanha eleitoral. Devemos olhar com cuidado. Cobrar promessas, verificar gastos públicos, fiscalizar hospitais, escolas, projetos elaborados. Enfim, participar ativamente neste processo. Afinal, o futuro da nossa sociedade depende única e exclusivamente do nosso voto criterioso e consciente. Nossa Constituição nos garante em seu Artigo 1º.
Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
I - a soberania;
II - a cidadania;
III - a dignidade da pessoa humana;
IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;
V - o pluralismo político.
Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.
Temos o dever de exercer nossa cidadania.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog