8.10.10

CHE - Sempre

Faz 43 anos que algumas balas tiraram sua vida. Rasgou seus sonhos, dilacerou suas entranhas. Atirado numa pedra fria seu corpo foi alvo de risadas, exceto da professorinha que olhava estarrecida ate onde é capaz de chegar o homem o sem escrúpulo, sem sentimentos, desprovido de sonhos. Aquela tarde, ainda bate fundo no meu coração. Doeu. Os anos passaram e seguimos seu exemplo – meu orgulho maior – dos meus filhos aos meus netos – seu exemplo guia nossos passos. Amamos seus sonhos e lutamos por ele, hoje com outras armas, de outras formas. America latina é outra. Bolívia, é governada – Evo Morales – que levou seu povo a outro patamar de vida. Cuba , segue resistindo as investidas do império. Fidel esteve doente, mas já retornou a luta diária. Raul esta governando o Pais e seu querido Ramirito é um grande Comandante. Continua de pé firmes e forte o povo cubano.
Alguns se foram. Como Hildita, minha querida menina. Quantos noites na casa de Miramar falamos de você. Quantos bilhetes seus dirigidos a ela li em tantas madrugadas. Com tremia de emoção e não podia conciliar o sono quando ela decidia que iríamos dormir no quarto em que você passou tantas horas. Quantas águas rolaram Comandante Ernesto. Você esta em todas as partes, dentro de muitos corações pelo mundo afora.
Estamos lutando para eleger a primeira mulher no Brasil. Aliás, querido Che, ela também foi capaz de deixar seus anseios de jovem estudante para engrossar as fileiras dos que lutavam contra a ditadura que tão bem você conheceu . Foi torturada. Resistiu. Passou anos nos porões da ditadura. Resistiu. Ajudou a restituir a democracia, a desenvolver economicamente esta terra.
Neste momento, vivemos uma luta mediática contra os que querem destruir o sonho de milhões de brasileiros. O Brasil elegeu um operário, lá do ABC Paulista para Presidente. A terra auriverde mudou. Milhões de brasileiros saíram da linha da miséria. Somos um país forte e respeitado internacionalmente. Lula soube como poucos governar. Vivemos tempos de mudanças, de conquista. A continuidade é necessária. Dilma é a continuidade. Competente, coerente. Respeita o Brasil dos brasileiros porque foi capaz de lutar por ele. São muitas as novidades por estas paragens, companheiro Comandante. Estamos vivendo o extraordinario no nosso cotidiano.

Marilia Guimaraes

Nenhum comentário:

Arquivo do blog