2.7.11

Banda Larga - é possivel para todos

Em 1995 um provedor em São Cristóvão pagava R$ 7.500,00 por 128Kbits/s de Internet a Embratel.
Desde então o valor da banda tem caido assustadoramente. Hoje os grandes provedores compram banda a R$ 80.00 / Mbits da operadoras Intelig, Embratel, etc.
A tendencia de queda é inexorável e permanente seguindo a tendencia geral de queda de preços e melhor qualidade de todos os produtos e serviços da Informática.
Podemos portanto prever que dentro de 10 anos estaremos recebendo 100 Mbits/s em casa a um valor que não vai passar dos R$ 100.00. Esta é uma tendencia certa e segura, indenpendente do que o governo faça ou deixe fazer.
O que não temos no Brasil é a Internet no interior e para as populações menos favorecidas o que termina caracterizando como sendo uma questão de cidadania.
Esta é que é a questão!
Negociar 1 Mbits/s a R$ 35.00 com as teleoperados e livrá-las de outras obrigações é demagogia e o mais puro cinismo por parte do Paulo Bernardo. Ele usou o pretexto da Banda Larga para livrar as operadoras de certas obrigações que elas não estavam querendo cumprir.
Ainda mais quando temos muitos provedores até de pequeno porte já vendendo 1 Mbits/s a este valor.
A questão crucial do pais é levar a Internet ao interior do pais e as populações menos favorecidas.
O que está ocorrendo é que sob o pretexto de ampliar a banda larga está se contrabandeando favores as teleoperadoras.
Preços e velocidade considero metas secundárias, já que inexoravelmente ocorrerão. O que não é certo é a Internet no interior do pais.
Pedro Alves
Rede Democrática

Nenhum comentário:

Arquivo do blog