11.12.11

Pablo faz 3 anos


Corre pela casa levando mão minha chinesinha, lembrança de uma grande companheira. Linda, toda de vermelho e prateados uma fascinação ao olhar e com segurança um brinquedo para Pablo meio bebe,quase o menino, se possível adjetivar este crescimento descobridor das inumeras coisas que povoam este planeta. Curioso, mexe e remexe a bonequinha china, que perde chapeu, adornos, saiotinha. O resultado é escondê-la num recanto de um armário e esperar que alguém prendado, com mãos milagrosas recupere a representante do país tão distante. Assim foi. Meses pularam o calendário. De repente, Pablo com olhar de quem sabe o que sabe e devemos saber entra na sala vira de costas. VÓ. Olho e nada. Que foi Pablo não vejo nada. Vó. insiste. Presto melhor a atenção. Entre seus cabelinhos cor de mel a tiara da famosa chinesa vinda de lejos, se confundia entre seus dedinhos. Pablo, meu querido Pablo inacreditável. Faz tanto. Feliz corre em direção a Marcello para certificar de que todos sabem que ele sabe.Guardamos cuidadosamente o precioso achado. Provavelmente um dia caminhando na história do mundo, uma pequena menina de olhinhos puxados, talvez vestindo rojo,com adornitos na cintura pareça uma velha conhecida do menino que hoje faz 3 anos. Desta forma, Pablo vai ganhando espaço no meu coração e na minha vida entre ¨Vinagrito¨ Paulo Tati, mochila e escola, um que outro resfriado, um pouco de ¨lati¨(trazuzido como leite com farinha láctea)beijos e muita risa.
Felicidades querido. Daqui a pouco, você entra feliz para particpar da festa: doces, bolas, salgadinhos,brinquedos cheios de beijos e carinho esperam por você.
Te amo

Um comentário:

Anônimo disse...

É isto, Marília, na sua escrita traduziu bem o nosso Pablito amado.
Abraços,
da Nilza

Arquivo do blog