31.1.12

Abandono, incompetência ou terrorismo? Você decide.



Culpa ou não da TO Tecnologia Organizacional¨, na implosão do Edifício Liberdade, da Av. 13 de maio, ou botijões de gás explodindo na Lanchonete da Praça Tiradentes em 13/10/2011, estouros de bueiros em Copacabana no decorrer do ano passado, explosão no Cais do Porto com vitimas, incêndio na Perimetral esta manhã 02/02/2012, refletem a sequencia da sinistra administração pública dos governos da cidade do Rio de Janeiro.
Cesar Maia deixou depois de 12 anos a cidade num caos. Ganhou fortunas em construções, deixou obras inacabadas, administrou mal muito mal. Os antecessores não foram diferentes. Eduardo Paes segue o mesmo caminho. Fala, fala, gesticula, dança samba, é simpático, veste o casaco Cesare, mas de fato e de direito não mobiliza a máquina pública para sanar os graves problemas desta cidade maravilhosa – em beleza natural, em charme, em sonho de consumo do Brasil e do mundo.
È imprescindível o mais urgente possível exigir de seu secretariado uma avaliação séria do que lhe compete cuidar. Punições severas, às empresas privadas para que tomem providências concretas nas esferas de sua competência.
Que todos os bares, prédios, parque e jardins, rede de esgotos, liberação de obras, IPTU sejam fiscalizadas com austeridade e punição rigorosa.
Como está, impossível continuar. Rola nos papo, e se bobear é verdade o Rio está sendo alvo de atos terroristas, por parte do próprio estado para justificar verbas extras, ou sim estamos sendo implodidos, pela indústria da segurança - como Chicago nos anos 30- e, as milícias mais ou menos desativadas, que a todo custo querem ganhar mais e mais com a Copa que vem ai e as próximas Olimpíadas.
Ou tem explicação cabível para os últimos acontecimentos?
A responsabilidade fiscal tão apregoada não é aplicada conforme o pretendido inicialmente. Quanto a nós vamos levando, chorando amigos perdidos entre os escombros, dormindo assustados, nos tornando agressivos e indiferentes apagando a cada tragédia o brilho tão cantado dos nossos olhos, a brejeirice do povo carioca, o gingado do samba desfilando na avenida e nos corações.
E, ai Eduardo Paes? Estamos aqui para cooperar. É só chamar. Com toda certeza o povo do Rio que sempre primou pela solidariedade vai cooperar em todos os sentidos.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog